quarta-feira, 9 de maio de 2018

Curso da Cultural Care e mantendo contato com a Host Family

Essa é a página dos cursos.
   Oi gente, tudo bem?
   Quando ficamos online na plataforma da Cultural Care, lá mesmo no site tem um curso online para fazermos. Esse curso tem carga horária de 8h e é todo feito online. São 4 tópicos relacionados às crianças, aos EUA e a vida de Au Pair e cada um deles tem pequenos textos e vídeos pra vermos, tudo em inglês, depois que você termina cada tópico tem um pequeno quiz pra fazer com algumas perguntinhas sobre os conteúdos. É bem simples e rapidinho de fazer, eu achei bem legal e tem informações bem boas pra nós que vamos ser Au Pairs. O legal é que ele é em inglês então já da pra ir praticando. Hehehe. 
Esse é um dos artigos pra ler.
   Os tópicos são: American Food and Childhood Nutrition (comida americana e nutrição na infância); Health in the Home and a Guide to Common Childhood Illnesses (saúde em casa e um guia de doenças comuns); Raising Children in the USA (criando crianças nos EUA); The Stages of Child Development (os estágios do desenvolvimento infantil).
   Aí já deu pra ver que ser Au Pair não é brincadeira, tem que saber o que está fazendo. Hehehe! E quando chegarmos lá nos EUA não vamos direto pra casa da host Family, primeiro ficamos uma semana na escola de treinamento da Cultural Care que fica em Tarrytown-NY, participando de um treinamento. 
Quando termina tudo fica assim.
   Além disso logo que você fica online você recebe em casa o Travel Kit, que é um livrinho com informações e atividades que tem que ser feitas aqui no Brasil por você, e tem que levar ele junto pros EUA. 
    Quando você termina o curso online tem no final um quis com 20 perguntas sobre Au Pair, não é nada sobre os conteúdos do curso, mas sim sobre as leis, os direitos e deveres, e coisas de boa convivência. 
    Eu já terminei o curso online e já preenchi todas as atividades do Travel Kit! 
   
   Saindo do assunto do curso online, eu já fechei match com a família e agora estou esperando chegar o dia do visto. E como ainda faltam 81 dias pro meu embarque ainda tenho muito tempo e também muitas coisas pra fazer. Mas esse tempão todo que falta não é motivo pra deixar a host Family de lado, por isso eu estou mantendo contato com eles sempre. Eu falo com a minha host mom por whats app seguido sobre as notícias do meu processo e etc.  
Uma das perguntas do quis que tem no final.
Dia 18 de março foi aniversário de 4 anos da menina mais nova que eu vou cuidar lá. A minha amiga Gi me deu a dica de enviar um cartão de aniversário pra ela por correio. É baratinho e demora um mês pra chegar, mas é legal, pois lá eles tem esse costume de enviar cartões nos aniversários e no Natal. Hehe.
Esse é o Travel Kit.
   Então eu comprei um cartão bonitinho e fiz um desenho com lápis de cor pra dar pra ela! Enviei tudo 1 mês antes do aniversário dela pra chegar lá no dia, ou pelo menos perto do dia. Custou uns 4 reais pra mandar. 
   Eles receberam alguns dias depois do aniversário dela e a host mom disse que ela adorou! Que bom hehehe!
   Então como eu mandei pra menina mais nova e no dia 10 de maio é aniversário de 10 anos do menino do meio, eu não poderia deixar de mandar um pra ele também né?!
   E como ele parece gostar de esportes eu comprei um cartão de futebol e mandei junto um desenho de uma camisa 10 do Brasil com o nome dele. Dizendo pra ele ser um camisa 10 em tudo que ele faz! hehehe! Ficou bonitinho, espero que o cartão chegue! Mandei um mês antes também, mas como ainda não passou o aniversário ainda não sei se receberam. 
   E aí no dia do aniversário eu mando mensagem pra host dando parabéns. Hahaha! ;D
   
Uma das atividades do Travel Kit.
   Outra novidade que aconteceu foi que já saiu o itinerário do meu voo de ida pros EUA!!! Vivaaa! Isso ajudou a dar uma animada na minha vida de espera hahaha! Meu voo vai ser dia 29 de julho as 22h40 da noite saindo de Guarulhos e chegando em new York. É um domingo, e temos que chegar lá na segunda dia 30. Por isso eu espero que não mude esse voo, pois pra mim tá ótimo assim, porque eu terei que sair da cidade dos meus pais que é no litoral do Paraná no domingo a tarde, pegar um voo de Curitiba pra São Paulo e só depois ir pra Nova Iorque, e por ser domingo meus pais podem me levar até o aeroporto, isso facilita bastante a minha vida! Tomara que não mude!!!

Cartão que mandei pra menina.

Agora como ainda faltam 81 dias pro meu embarque eu ainda tenho muitas coisas pra fazer aqui antes de ir, continuo trabalhando pra guardar uma graninha pra levar pra lá, que vou usar pra viajar e comprar um notebook bem bom! hehehe! Se der né pois o dólar deu uma aumentada esses dias. Ai que medo.
Cartinha pro menino.
Cartão do menino.
   E no meu trabalho estou organizando a minha última apresentação de Ballet com as minhas alunas, a apresentação vai ser no dia 14 de julho que vai ser o meu último dia de trabalho aqui antes de ir, e o tema dessa vez vai ser: "Princesas bailarinas" hahaha! Já decidi as músicas e os figurinhas agora vamos começar nossos ensaios. Eu amo meu trabalho, mas ultimamente estou sentindo as coisas ficarem meio monótonas. Desde de o ano passado eu trabalho nos mesmos lugares nos mesmo horários e a maioria das crianças são as mesmas. Então as coisas estão muito paradas e eu estou bem ansiosa pra ir logo pros EUA. Eu já cheguei a sonhar umas duas vezes que eu já estou lá na casa da host family hahahahaha!

Com uma das minhas turmas. :)
   
   Agora o próximo passo é a entrevista do visto, que vai ser dia 30 de maio. Faltam 20 dias!!! Eu já estou juntando um monte de documentos pra levar no dia, a agência entregou uma lista com vários documentos pra levar. Muitos eu vou ter que
levar os dos meus pais.  E também já estou estudando as perguntas que eles normalmente fazem na entrevista. 
   É isso por enquanto! Eu espero de verdade que o meu próximo post seja "I Got my Visa!"
   Vou rezando pra dar tudo certo e aprovarem!
   Beijinhos! :D

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Tirando o visto Americano

   Oi gente, tudo bem?
   Hoje voltei pra contar sobre o meu processo de intercâmbio e finalmente agora neste post eu acabo de fazer posts atrasados sobre o Au Pair e a partir de agora vai ser tudo em tempo real hehehe!!!
   Depois da parte super alegre e feliz que é ter um match com uma boa host Family, vem a parte mais tensa do processo de intercâmbio que é: "Tirar o visto Americano"!!! 

Tirando o visto pros EUA
   Pois então, eu tive match no dia 21 de janeiro, mas ele só foi oficializado no dia 02 de fevereiro. Depois disso eu recebi alguns e-mails da Cultural Care incluindo uma email no dai 10 de fevereiro dizendo que para me passarem os primeiros passos eles me ligariam dentro de 1 semana pra explicar tudo melhor. Porém passou 1 semana e eu não recebi a ligação, mas recebi um email dizendo que eles não puderam me ligar mas que na próxima semana ligariam. Ok...
   No dia 23 de janeiro eles tentaram em ligar no horário em que eu estava dando aula e é óbvio que eu não pude atender, mas eles também tentaram ligar só 1 vez! Depois eu recebi um email deles dizendo que não conseguiram entrar em contato comigo e que tentariam de novo na semana seguinte. Eu respondi o email dizendo que entendia a situação, mas que eu estava ansiosa pelos próximos passos e com medo de atrasar tudo e passei meus horários de folga pra ela me ligar. No fim das contas eles me ligaram apenas no dia 5 de março... quase 1 mês depois que eu tive match pra me falar sobre a continuação do processo!!! Enfim isso me deixou chateada com eles, na questão eficiência, mas como meu embarque é só em julho eu não me preocupei tanto.  No dia 5 de março mesmo eu receni vários e-mails deles, 1 contendo o boleto de pagamento do programa no valor de 3.600 reais e mais um seguro cancelamento no valor de 155 reais. E eu precisei pagar antes de fazer qualquer outra coisa sobre o visto, pois é regra do contrato que você assina que assim que tiver o match você tem que pagar o intercâmbio. Se acontecer algo que impeça o intercâmbio, esse seguro cancelamento serve pra eles devolverem todo o seu dinheiro. Eu achei melhor pagar!
Faltam 40 dias pra minha entrevista!
   Depois eu recebi instruções por email sobre como tirar o visto pros EUA. Os Estados Unidos tem um processo bem específico para estrangeiros que querem entrar no país seja pra turismo, estudo ou qualquer outra coisa, e eu sempre ouvi histórias cabulosas sobre a entrevista de visto. Basicamente você precisa marcar um dia pra fazer uma entrevista no consulado americano no Brasil. Nessa entrevista eles analisam algumas informações e documentos sobre você decidem se seu visto será aprovado ou negado, sem o visto aprovado você não entra nos EUA! E é por isso que essa é a parte mais tensa de todas, pois esse momento decide se você vai de fato ir pros EUA ou não! Só que pra marcar essa entrevista, antes você precisa de 3 documentos: recibo da taxa SEVIS, DS 2019 e DS160.
   Existem consulados americanos em alguns estados do Brasil eu tinha a opção de fazer ou em São Paulo ou em Porto Alegre, (no meu estado, o Praná não tem!) pois ambos são o mais próximos do Paraná. Escolhi Porto Alegre pois tenho parentes que moram lá e fiquei sabendo que lá o visto é feito tudo num dia só e não em dois dias como é nos outros consulados. 
   A agência manda pra gente um email com 2 links de dois sites diferentes, ambos são do governo americano. No primeiro você precisa preencher um formulário online chamado DS160, lá você põe muuuuiiiitas informações sobre você, seu endereço, número de passaporte, tipo de visto que você quer, dados dos seus pais, e o que você faz no Brasil e etc. Nesta parte do processo eu demorei alguns dias pra preencher tudo, pois sempre haviam dúvidas sobre o que colocar, pois imagina que você coloca algo errado e negam seu visto? Isso me deu um pouquinho de medo e decidi que queria por tudo da melhor forma, como meu embarque pra NY é apenas em julho eu tive tempo suficiente de preencher tudo com calma (depois de ter que preencher o app em apenas 1 semana eu dei graças de ter tempo de sobra pra isso hahaha!)
Parte do que vem no Kit Visto.
   Eu mandei mil e-mails pra Cultural Care pedindo o que eu deveria por em cada parte. Lá pede quem está pagando a minha viagem, pede um contato nos EUA, que a agência pede pra por os dados da LCC (que é uma coordenadora local que vai te orientar quando você estiver lá nos EUA), pede os dados da agência, e eu não sabia se era daqui do BR ou se era o dos EUA (era o do Brasil mesmo).
   E sobre o que você faz no Brasil, eu terminei a faculdade dia 9 de março e por isso eu não tinha como comprovar um vínculo muito forte com o Brasil, aí eu fiquei sabendo de uma pós na minha área e no dia 19 de março eu já me matriculei. Então tive que colocar que sou estudante e os dados da minha faculdade. 
   O mais curioso dessa etapa são as perguntas sobre segurança que eles fazem, lá pede mil e uma coisas do tipo: "você já matou alguém?", "você é um terrorista?" e várias coisas assim, hahahaha, pras quais eu respondi que não, pois eu realmente não cometi nenhuma delas hehehe! 
   Lá você também precisa colocar como contato no Brasil 2 pessoas que moram aqui e são suas conhecidas, que não sejam seus familiares! Eu conversei com a Adri, minha madrinha de crisma, e com a minha amiga Silvia, e elas são muito queridas e deixaram eu colocar telefone delas lá nesse formulário pra se por acaso ligarem pra elas pra pedir algo, elas confirmarem que o que eu escrevi lá no formulário é verdade! hahaha!
Página aonde você vai pra preencher o DS160
   Uns dias depois que eu recebi o email contendo as informações pra tirar o visto eu recebi pelo correio 2 envelopes da Cultural Care. Um deles tinha dentro os outros 2 documentos necessários pra tirar o visto além do DS160, que é o recibo da taxa SEVIS, e o DS2019, esses dois documento a agência manda preenchido e carimbado pra você e você precisa colocar algumas das informações que estão neles nesse formulário online (o DS160) e precisa levar eles no dia da entrevista também!
   No outro envelope vieram algumas coisinhas bem legais que me animaram bastante e me deixaram com vontade de fazer as malas logo hahaha! Vieram alguns papéis explicando sobre a entrevista do visto, como é e o que levar e também falava sobre as bagagens que podemos levar no voo pros EUA, falava também sobre e escola de treinamento aonde passaremos 1 semana antes de ir pra casa da host Family.
   Também veio nesse envelope o cartão do meu seguro saúde (pois lá nos EUA é obrigatório ter um e consultas e qualquer coisa médica lá é muuuiiito caro), e veio junto um livrinho falando sobre como acionar esse seguro e o que ele cobre!
Algumas perguntas do DS160. O site é todo em inglês e se você coloca
o cursor em cima da frase aparece a tradução.
   Veio também 2 tags de mala bem bonitinhas pra colocar nas malas quando eu for embarcar pra lá, essa tag serve pra identificar que a mala é minha e tem um espaço dentro pra você por seu nome e endereço! Nela está escrito "On my way to the USA" que significa "No meu caminho para os EUA". Achei bem fofinho hehehe! Veio também um broche pra por na roupa no dia do embarque, pra no aeroporto eu e as outras meninas que vão embarcar nos identificarmos hehehe! 
   
   Só no dia 11 de abril que eu terminei de preencher o tal DS160. Daí depois disso entrei no segundo link que recebi por email da agência com um site aonde você marca a data da entrevista mesmo. Esse site ao contrário do outro é em português mesmo e você nele só coloca dados pessoais e o seu endereço pra eles te mandarem o passaporte com visto depois. Nesse site você também gera um boleto com a taxa do visto no valor de 160 dólares que na cotação daquele dia deu 544 reais! :o:o:o
   Enfim é algo necessário pra fazer intercâmbio e eu passei a faculdade toda guardando dinheiro pra isso, eu já sabia que iria gastar com isso, mas seria bem bom se o dólar estivesse mais baixo né?! hehehe! E você precisa pagar a taxa antes de agendar a data da entrevista no consulado. Paguei a taxa no dia 16 de abril, e no dia 17 eu já pude marcar a data da entrevista.
   A agência me indicou que eu marcasse a entrevista na última semana de maio, analisei o calendário e realmente essa data era a melhor, eu queria muito marcar pro dia 28 de maio, mas lá não tinha esse dia disponível então marquei pro dia 30 de maio numa quarta feira véspera de feriado (dia 31 de maio numa quinta feira é Corpus Christ)! E aí quem sabe eu aproveite pra passar o feriado prolongado lá na casa dos meus tios hahaha!

  E aí no outro dia, dia 18 de abril, eu já comprei a passagem de ida de Curitiba pra Porto Alegre (deu 179 reais) no dia 29 de maio. Vou ir um dia antes de noite pra não correr o risco de atrasar já que a entrevista é logo cedo de manhã! 
   Ufa até aí já foram tantas coisas pra fazer, e isso foi só o percurso pra marcar uma entrevista no consulado agora eu preciso juntar documentos meus e dos meus pais que comprovem que temos vínculos fortes com o Brasil, pois até onde eu sei no dia da entrevista  eles querem que você comprove que vai ficar 1 ano lá fazendo seu intercâmbio bem certinho e que depois você vai voltar pro Brasil, eles não aprovarão seu visto se você demonstrar algum indício de que ficará lá trabalhando ilegalmente, e se você demonstrar que não tem vínculos com o Brasil isso pode significar pra eles que você não pretende voltar pra cá!
E essa é a página que você vai pra marcar a data mesmo. Essa é em português.
   Eu naõ tenho intenção de fazer nada de errado lá e não tenho feito nada de errado aqui no Brasil que possa dar motivo pra eles negarem meu visto, mas mesmo assim eu já ouvi muitas histórias de vistos negados e isso me dá um pouco de medo de eu não poder realizar meu sonho de fazer intercâmbio e de estudar fora por causa de um visto negado! 

  Foi um bom tempo dedicado à preencher o formulário online, e muito mais tempo se preparando pra encontrar uma boa host Family e pra viagem em si, e dinheiro gasto com tudo isso, então se negarem meu visto eu ficarei bem triste, pois no mínimo terei que fazer tudo de novo pra tentar novamente, isso tudo sem um motivo pra de fato eles negarem o visto!
   Espero que todo esforço não tenha sido em vão e que eu possa finalmente viver o sonho de fazer um intercâmbio!!!
   Rezem pra mim e pro meu visto ser aprovado! Hahaha!
   Eu ainda tenho coisinhas pra contar antes do dia do visto então até lá teremos mais uns posts bem legais falando sobre o curso online da Cultural Care e sobre como eu estou mantendo contato com a host Family antes do meu embarque!
   Até o próximo post!
   Beijinhos! :D

quarta-feira, 4 de abril de 2018

I HAVE A MATCH! - 6ª host family no perfil

   Oi gente, tudo bem?

   Hoje eu vim falar que "I have a maaatttchhhh!!!!" 
   Siiiimmm eu finalmente fechei com uma host Family americana! Uhuuulll! E vou morar e trabalhar pra eles durante o meu 1 ano de intercâmbio como au pair nos EUA!
   E tem mais: "Eu vou pra Nova Iorqueee!!!!" hahaha!

   Gente pra começo de conversa queria dizer que siiimm esse é um momento muito feliz do nosso intercâmbio, pois conseguimos sentir que estamos conseguindo chegar lá e finalmente realizar nosso sonho! Quando fechamos com a família conseguimos ter mais certeza de onde vamos morar e com quem vamos morar e principalmente a data em que vamos embarcar. E daí podemos planejar tudo de uma forma mais concreta!
   
Onde fica a cidade de Chappaqua no mapa dos EUA.
   Então vamos ao que interessa: 
   
   Lembram que antes do Natal eu falei com uma família de New York que tinha 3 filhos e que foi indicada pra mim pela minha amiga Gisella? Então eu contei isso tudo nesse post aqui: 1º post sobre a minha host Family se vc não leu esse post vai lá rapinho e dá uma olhadinha.
    Pra começar eles são a família Kupperman que mora em Chappaqua, no estado de NY, que fica a cerca de 40 min. de New York City. Eles tem 3 filhos uma menina de 12 anos, um menino de 9, e uma menina de 4, eles são judeus e os pais trabalham alguns dias da semana em casa. 
  Então pra resumir a minha amiga Gisella (que tem esse blog aqui http://gisellamike.blogspot.com.br) ,  já foi au pair e ainda mora lá nos EUA, ela trabalha como babá lá e é também professora de educação infantil, ela conhece muitas au pairs e também host families, e ela me indicou uma família que precisará de uma nova au pair pra julho de 2018, pois a atual au pair estaria já terminando o intercâmbio e indo de volta pro México.  Daí ela falou de mim pra host mom dessa família e ela queria muito falar comigo, maaas como ela ainda tem au pair o perfil dela no site da CC não estava funcionando e então ela não conseguia ver meu application. Aí ela pediu meu número de telefone pra Gi e então no dia 05 de dezembro de 2017 me mandou uma mensagem de whatsaap (que eu fiquei bem feliz de receber) pedindo pra marcar um Skype e aí trocamos alguns whats apps e fizemos 2 skypes (1 com a mãe e outro com o pai), que eu contei no post anterior aquele do link ali de cima! hehe! Antes de fazer Skype ela pediu pra LCC dela mostrar pra ela o meu application.
  O Skype com a mãe que foi o 1º que eu fiz na vida falando inglês com americanos foi bem legal, maaaaass a internet estava cortando a ligação e não conseguimos terminar de nos falar, já o Skype com o pai durou cerca de 1 hora e foi muito legal, pois já que ele entende de softwares e computadores deu tudo certo e a ligação não ficou falhando. 
   Mas como não consegui falar muito com a mãe, mandei mensagem  pedindo se ela

gostaria de fazer um novo Skype e ela disse que sim, mas como estava bem perto do Natal decidimos que faríamos isso depois que passassem as festas. Daí eu acabei indo viajar pra casa da minha vó e a internet lá estava muito ruim e eu pedi se ela poderia esperar até na outra semana quando eu voltasse pra casa pra fazer o Skype. Ela disse que sim e que não tinha problema. E então marcamos o Skype pro dia 19 de janeiro de 2018, sexta feira. E antes do Skype ela conseguiu abrir o perfil dela e me enviou por email um pdf com o perfil deles, eu li e adorei hehehe!   No dia do Skype meu irmão que ama mexer com computador e internet me ajudou a testar o meu Skype e deixar tudo certinho. Maaas o meu microfone não queria funcionar por nada no mundo, não sei porque. Daí eu de última hora abri o Skype no celular testei e estava funcionando bem. Aí fiquei com o celular mesmo na mão esperando ela ligar!
   E aí a conversa foi suuuper boa, esclareci umas dúvidas ela me explicou sobre as crianças, como eles criam/educam eles, e etc. A minha host mom é super paciente com o inglês e ela também adora falar hahaha. Ela falou muitas coisas no Skype e as vezes ela começava falar meio rápido maaas eu consegui entender, tiveram apenas algumas palavras que eu não conhecia mas que eu entendi pelo contexto da frase! Hehehe!
  
Aí, é óbvio que alguma coisa tinha que estragar a conversa né?! Pois eis que depois de mais ou menos uns 45 min de Skype o meu celular simplesmente desligou sozinho! :o :o :o
  E aí eu entrei num desespero e não conseguia ligar, acho que ele super aqueceu. E aí depois de uns 5 minutos eu consegui ligar ele de volta e consegui terminar de falar com a host mom. Nesse meio tempo ela me mandou mensagem de whats dizendo que o marido dela estaria em casa em 10 minutos e que ele poderia ajudar a resolver o problema. Maas eu consegui ligar o celular e voltei a falar com ela.
   Daí so terminamos a conversa e ela por fim disse que eu poderia ficar tranquila se eu quisesse falar com outras host families também e que eu poderia pensar sobre eles e etc. Ela perguntou se eu estava falando com outras famílias e eu disse que não, que já havia falado com várias mas que no momento eu não estava falando com mais ninguém. Também falou que iria conversar com o marido dela sobre mim e que voltaria a falar comigo. Eu falei que se eles quisessem falar  com outras au pairs eu iria entender também! E aí terminamos o Skype e eu fiquei morrendo de medo deles me dispensarem. E fiquei esperando ela entrar em contato de novo!
  Logo depois eu mandei mensagem pra minha amiga Gi contando tuuuudooo, e também falando que eu havia gostado muito deles. Falamos sobre os prós e contras e cheguei a conclusão de que eles tem mais prós do que contras hehehe!
  - Eles tem 3 crianças e os 3 vão pra escola o que me dá tempo suficiente de folga pra poder estudar.
  - Eles vieram bem recomendados pela minha amiga Gi, que falou com a atual au pair deles e ela inclusive já foi na casa deles fazer play date com as kids, então ela me deu boas recomendações sobre eles.
  - Eles moram em um lugar muito bom, é uma cidade pequena mas que tem um bom college perto pra eu estudar e sem contar que é perto New York City e eu vou poder visitar lá quando eu quiser e também é bem perto do aeroporto quando eu quiser/puder ir viajar, e lá também tem boas escolas de dança, sem contar que morando lá eu também irei ser vizinha da minha amiga Gi! Ebaa!
  - O quarto e o banheiro da au pair é no basement, e com isso terei sossego e privacidade;
  - Poderei usar o carro pra ir estudar
  - O schedule de trabalho é bem bom, não trabalho nunca nos domingos e as vezes nem nos sábados (ocasionalmente no sábado a noite, mas eles avisam antes)
  - Eu gostei muito da personalidade deles e parece que iremos nos dar bem
  - E eles não tem pets, isso é bem importante no meu caso que sou alérgica a gatos hehe 

   Mas o principal foi que eles me passaram um bom feeling e sinto que eles são uma boa escolha! Enfim fiquei decidida e por mim eu poderia sim fechar com eles, mas eu não tinha certeza se ela queria fechar comigo.
    Falei com a Gi que eu não tinha certeza se eles queriam fechar comigo e ela foi me dando dicas de como mandar uma mensagem pra eles explicando que eu gostei muito deles rsrsrsr (Thanks Gi) .
Rua da cidade de Chappaqua. Foto do Google.
     Então no dia seguinte, dia 20 de janeiro mandei uma mensagem de whats pra host mom dizendo que eu gostaria muito de fechar com eles se eles quisessem, disse que já havia falado com algumas famílias, mas que nenhuma delas me passou o bom feeling que eles passaram, e também falei das qualidades deles que eu apreciava. Disse também que irei entender se eles não quiserem fechar comigo ou se eles quiserem falar com outras meninas, mas que se eles quisessem fechar eu estaria esperando por eles, pois eu havia de fato amado a personalidade deles e considerava eles um ótimo match! E aí fiquei esperando ansiosamente ela responder!
  E por fim no dia 21 de janeiro ela me respondeu com uma mensagem muuuiitto fofa dizendo que estavam emocionados por eu ter escolhido eles e que eles amaram o meu jeito de ser. Ela disse que os meus valores e interesses se alinham muito bem a família deles e que "eles amariam ter um match comigo!!!" Ebaaaaa uhuuuull!!!
   Ela disse também que iria oficializar o match no sistema e cuidar dos papeis e que entraria em contato! E essa foi a história do meu match! Hahaha! Na hora que eu recebi a mensagem eu estava na casa dos meu pais e tínhamos acabado de almoçar e eles estavam tão ansiosos quanto eu pra saber se eles iriam fechar comigo ou não. Daí quando eu recebi a mensagem da host mom eu comecei a pular pela sala e falar "I have a match" e eles logo perceberam que tinha dado certo! hahaha!
   E então depois foi só no dia 27 de janeiro no meu perfil do site da CC apareceu uma "Connection request" no meu perfil. E dai eu precisava aceitar pra que só então eles pudessem oficialmente pedir o match através do site. 
Como aparece o connection request

   E depois que eu aceitei a conexão a host mom me mandou mensagem pedindo se tudo bem a minha data de embarque ser no dia 29 de julho. E eu respondi dizendo que sim. E então no dia 02 de fevereiro apareceu um "Match request" lá no site mesmo e eu precisei aceitar também.
O que aparece para aceitar o match

   Depois que você aceita o match aparece uma página em que você precisa assinar um agreement (um tipo de acordo) concordando com algumas coisas, e por fim dar o submit.
Agreement - nele você marca todos os quadradinhos e depois dá o submit.

   E então no dia 05 de fevereiro eu recebi um email da Cultural Care dos EUA pedindo pra eu confirmar se eu realmente havia aceitado o match e também recebi mais 2 email deles, um falando sobre os próximos passos e outro com um link para preencher um feedback sobre a minha experiência com o processo de match da Cultural Care. 
Email da CC para confirmar o match

   Depois que você fecha o match aparece isso na plataforma:
Da até uma alegria de ver hehehe.
   E embaixo aparecem as suas datas de início do treinamento e as datas do seu retorno pro Brasil:

   E foi essa a história de hoje! Finalmente um grande passo pro meu ano de intercâmbio foi dado, e eu já estou super animada, feliz e muito ansiosa pra viver toda essa experiência de ser au pair nos EUA. Eu sinto que tomei a melhor decisão dentro das possibilidades de escolha que eu tinha. Escolhi essa host Family porque dentre todas eles tinham mais prós e me passaram confiança, e acredito que eu também passei esse sentimento pra eles, pois se não eles nem teriam me escolhido.
   E peço muito a Deus pra que eu possa viver um bom ano de au pair lá com eles e que de tudo certo, afinal de contas tudo está se encaminhando bem e dando certo até agora! Não sei se eles serão no decorrer do ano a host Family perfeita, mas como eu disse dentro de tudo que eu ouvi deles eu realmente senti que são uma boa host Family e espero ser uma boa au pair pra eles também!  Morar fora e ser au pair é um dos meus grandes sonhos, eu espero que dê tudo certo e sei que por melhor que tenha sido a escolha da família e etc sempre tem muitas dificuldades que irão com certeza aparecer no caminho, e até algumas coisas que a gente tem que relevar, mas o importante é que eu acredito que escolhi da melhor maneira!
   Obrigada pra minha amiga Gisella que me indicou essa família e por ter me ajudado nessa escolha, e também por ter me ajudado na correção das mensagens em inglês hehe. Como a Gi já foi au pair ela sabe tudo sobre au pair e pode me dar bons conselhos sobre o programa além de ser uma inspiração pra mim nessa vida de au pair e também para escrever sobre au pair aqui no blog, já que ela tem um blog também e escreveu lá tudo sobre o intercâmbio dela! E obrigada a todos que me deram força e ajudaram nesse processo de intercâmbio! :D 
  Se tudo der certo embarco dia 29 de julho no aeroporto de Guarulhos com destino a essa nova aventura! Acompanhem tudo aqui nos próximos post! Agora vem a parte mais tensa de todo o processo que é: tirar o visto americano!
   Beijinhos! :)

terça-feira, 27 de março de 2018

5ª Host family no perfil - A família do quase match + perguntas pra host family

   Oi gente, tudo bem?
Aonde fica Goshen, a cidade dessa host Family.
   E hoje vim contar sobre a penúltima família com quem falei. Sim, finalmente essa parte do processo de escolher famílias está quase no fim e os meus posts atrasados também! Hehehe!
    E um plus desse post é que coloquei algumas perguntas que a host mom me fez e coloquei perguntas que eu fiz pra ela, desse jeito talvez eu ajude alguma futura au pair a estudar perguntas que possam ser feitas pra ela ou até mesmo elas podem elaborar as perguntas que farão nas entrevistas com as famílias.

   Pois bem, depois que a família da Flórida que entrou no meu perfil e saiu no dia seguinte, no dia 09 de janeiro de 2018 entrou uma nova família no meu perfil. Era a família Castellane de Goshen, New York. Sim... outra host Family que mora no estado de New York! Ebaaaa!
  
Será que é uma cidade legal? Uma pergunta que ronda a mente 
das au pairs hehehe. 
E essa família tem 5 filhos!!!
   Sim... 5... mas 5 é melhor que 7, não é?! hahaha!
   E a host mom pareceu super interessada e me mandou email logo depois que entrou no meu perfil do site. Ela disse que amou minha personalidade e que queria me conhecer melhor, mas que ela queria alguém pra chegar em agosto e não em julho como eu realmente queria. Daí fui correndo olhar o perfil deles. hehehe.
   As crianças são: um menino de 10 anos, um menino de 8, uma menina de 7, um menino de 4, e uma menina de 2 anos.
   Enfim, 5 crianças nessa idade não é moleza, mas resolvi conversar com eles, pois me pareceram boa gente. Além disso, no perfil deles também dizia que eles tem dogs, e que eles procuram alguém que possa lidar ao ser testada pela crianças. O quarto da Au Pair fica no primeiro andar da casa e o banheiro seria compartilhado com outras pessoas.
Essa host Family tem 5 kids, será que eu aguento? :o
   A cidade de Goshan é no subúrbio e fica a cerca de 1 hora e meia de New York City (Cidade de Nova Yorque). Lá perto teria, segundo o perfil deles, 2 bons community colleges (faculdade comunitárias) onde eu poderia estudar inglês.
   O schedule era bom, trabalha de segunda a sexta das 7h30 as 16h00. Teria que de manhã arrumar os 3 mais velhos pra escola, arrumar as lancheiras, dar o café da manhã e acompanhar eles até o ponto de ônibus. Depois tinha que levar o de 4 anos pra escolinha apenas 3 vezes por semana nas segundas, quartas e sextas. Daí ficar com a menina de 2 anos o dia todo em casa até as 15h45 que é a hora que os mais velhos chegam da escola, daí dar um lanche e a mãe volta pra casa as 16h.
   Acho que ia ser corrido, mas pela localização e por eles parecerem legai eu resolvi falar com eles e perguntar mais.
   Então respondi falando que a data ideal pra eu ir era Julho, mas que se aparecesse um bom match pra mim em outra data eu iria considerar também. Perguntei se ela tinha perguntas pra mim e que era pra me falar se quisesse fazer Skype. Daí ela respondeu no mesmo dia dizendo que amou o fato de eu ser bailarina e que ela também dançou até os 16 anos hehehe. Ela também falou que atual au pair é brasileira, e ela perguntou se poderíamos fazer um Skype no dia seguinte à noite. E como eu estava de férias no sítio da minha vó falei que sim. 

  
Essas são as datas de embarque que 
apareciam quando era favorito da família,
agora só aparece depois que faz um match.
Não sei porque ali aparece fevereiro sendo
que eles queriam pra agosto. O perfil devia 
estar desatualizado. 
Daí no dia seguinte na hora de fazer Skype a internet do sítio da minha vó estava horrível e quase não consegui fazer Skype. Meu tio estava lá visitando a minha vó e acabou roteando a internet do celular dele pro meu e eu tive que fazer o Skype pelo celular ao invés de pelo notebook. E daí na hora do Skype foi bem legal a host era uma fofa e querida e as crianças estavam sentadas no sofá junto com ela. O pai, o host dad, apareceu se apresentou e pediu desculpas que ele não estava passando bem e que não poderia falar no Skype hoje. Ele me pareceu ser suuper gente boa. Daí a host mom falou que ela é professora de educação infantil, me apresentou as crianças e falou que a maior parte do meu trabalho seria cuidar da menina mais nova de 2 anos. 
   Ela fez algumas perguntas, sobre o que eu faço da vida, porque eu queria ser au pair, se eu sentirei saudades do Brasil e se minha família me apoia.
   Eu também perguntei algumas coisas sobre o schedule sobre o trabalho e sobre as kids. Já que a maior parte do trabalho era cuidar da menina de 2 anos perguntei sobre ela, o que ela gosta, se ela ainda usava fraldas (sim ela usa hehe, mas poderia ser que quando eu chegasse lá ela não usasse mais), e outras coisas. Maaaaasss como a conexão estava ruim, o Skype caiu várias vezes e tivemos que reconectar várias vezes. Então a conversa ficava cortada. Maas eu adorei que eu pude ver as crianças. Eles estavam animados e apareciam na câmera me mostrando os brinquedos deles hahahaha.
   E a menina de 2 anos era uma graça! 
   Fizemos uns 20 minutos de Skype desse jeito com a internet caindo e daí a host pediu pra fazermos outro dia um outro Skype. Daí logo depois que desligamos ela mandou email com umas perguntas, algumas delas estávamos tentando responder por Skype mas ficava cortado aí ela fez de novo, e pediu se eu tinha mais perguntas pra eles, já que o Skype foi bem curtinho, e anexado vinha um schedule.

Essas foram as perguntas que ela fez por email:

-What courses you would like to take? (que cursos você gostaria de fazer?)
Perguntas para a host Family, tomara que sirva como ajuda 
ou inspiração pra alguém, hehehe. 

-What would you like to do in your free time here? (o que você gostaria de fazer no seu tempo livre aqui?)

   Daí eu respondi e como ela disse que se eu tivesse mais perguntas pra ela era só mandar por email, eu aproveitei e mandei mais essas perguntas:

-What are her favorite activities? (quais são as atividades favoritas da menina?)
-Is she still wearing diapers? (ela ainda usa fraldas?)
-How is the relationship between the children and the current au pair? (como é a relação das crianças com a atual au pair?)
-Doesn't your current au pair want to extend the program? Why? (a sua atual au pair não quer extender o programa? Por que?)
-Can I use the car to go to my classes? If not how is the transportation system in yout town? (posso usar o carro pra ir pras minhas aulas? Se não puder, como é o transporte público na sua cidade?)


   Ela respondeu todas as perguntas, e nisso no meu perfil no site da Cultural Care apareceu umas datas de embarque, e no sistema antigo da CC quando essas datas aparecem é porque a família te favoritou, e isso significava que essa host Family realmente estava gostando de mim.  E daí a host mom havia mandado mais estas perguntas:
  
-What are three words that people would use to describe you? (quais são 3 palavras que as pessoas usam para te descrever?)
-How will you deal with homesickness? (como você lida com a saudade?)
-Would you want to hang out with us on weekends and or in the evening or would you rather have some time in your room? (você iria querer passar um tempo conosco nos finais de semana ou você preferiria passar esse tempo no seu quarto?)
-What games do you like to play? (quais jogos/brincadeiras você gosta de brincar?)

   Daí eu respondi as perguntas dela e perguntei mais isso:

-How are the schools or colleges nearby? Are they to expensive? (como são as escolas por perto? são muito caras?)
-What activities do you expect me to do with the children? (quais atividades você espera que eu faça com as kids?)
-What do you expect me to do if a child is not behaving well? Do you usually give time out?(o que você espera que eu faça quando uma crianças se comportar mal?)
- Do you have any house/family rules? What are they?( vocês tem alguma regra em casa? quais são elas?)


   Ela respondeu tudinho e disse que as kids se comportam muito bem, eles não tem nenhuma regra específica, e existem faculdades muito boas e até gratuitas lá!  A única regra que tem é que as crianças não podem entrar no quarto da au pair sem autorização dela hehehe! E pediu para fazermos um novo Skype no dia seguinte que era dia 12 de janeiro dessa vez com o host dad, ela passou o email da atual au pair pra que eu perguntasse o que eu quisesse pra ela. Então eu mandei email pra atual au pair com muuuiittaas perguntas, coitada!!! hahaha! E também mandei mais perguntas pra host mom.


-Do you follow a special diet? (vocês seguem uma dieta especial?)
-How is the meal time at your house? (como é geralmente a hora das refeições?)
-Do you usually sit down togheter to eat? (vocês sentam juntos pra comer?)
-Can the au pair have the meals with the Family?(a au pair pode fazer as refeições com a família?)
-Will I need to cook for the kids and for the Family? (terei que cozinhar para as crianças e para a família?)
As respostas da host mom pra isso foi que eles não seguem nenhuma dieta, mas que eles também não comem muita comida gordurosa nem fast food e que eles costumam comprar muitos vegetais e que as crianças comem muuita fruta. Ela disse que au pair é muito bem vinda pra comer com eles e pode comprar e comer o que quiser também. 

  
Nessa etapa são muitas as perguntas a serem feitas.
Como ela passou o email da atual au pair que é brasileira fiz algumas perguntas pra ela por email pra me sentir mais segura com relação à essa família, e é sempre bom entender como será seu trabalho lá e ouvir de uma pessoa que esta passando por essa situação é sempre bom, então essas foram as perguntas que fiz pra atual au pair:

-Como é a relação deles com você, como a host Family te trata? Eles te respeitam? Te ajudam quando precisa de algo? 
-Você se sente confortável aí?  Você tem tudo que precisa aí?
-Como são os hábitos alimentares da família?
-A host Family tem algum ponto não tão bom na sua opinião? 
-Com relação ao seu schedule e trabalho com as kids, como é ter 5 kids? Você acha muito complicado? Como as kids te tratam?
-A host disse que a maior parte do trabalho será com a mais nova,como ela é? É tranquilo cuidar dela?
-Algum dia eles já precisaram de você fora do seu schedule ou como um extra? Isso acontece com frequência?
-A host disse que a avó cuida das kids na sexta feira, como é a avó? 
-Sobre seu curso, você está conseguindo estudar aí? Os cursos são bons?

Daí a atual au pair respondeu pedindo se poderíamos fazer um Skype e eu disse que sim, mas só quando eu voltasse pra casa no fim de semana pois a internet do sítio não estava boa. E ela foi bem querida e disse que tudo bem. Daí eu já perguntei porque ela não gostaria de estender o programa e ela disse que já estava com 26 anos e queria começar uma carreira no Brasil, mas que ela se dava muito bem com a família.


Aí então eu fui responder o email da host mom dizendo que com certeza eu queria fazer outro Skype, mas que a conexão provavelmente estaria ruim como no outro dia.  E aí fiz mais perguntas por email mesmo, lembrei que ela me disse no Skype que nas sextas a avó materna cuidaria da menina mais nova então umas perguntas sobre a família deles:

- Do you have any family hobbies? What activities do you like to do with family? ( vocês tem algum hobbie em família?)
- Do any other relative live nearby? (algum outro parente mora perto?)
-Do you usually travel in family? Is the au pair supposed to travel with you? (vocês normalmente viajam em família?)

   Depois que eu fiz essas últimas perguntas aí de cima ela não respondeu mais, e como já era dia do Skype eu esperei o host dad me ligar. A conversa foi bem curtinha uns 15 minutos. Ele se apresentou e perguntou coisas bem básicas como o porquê eu queria ser au pair, o que eu queria estudar, as minhas experiências, e também perguntou se eu já havia morado longe da família e se eu achava que iria sentir saudades, perguntou o mesmo do meu namorado, se eu iria sentir saudades. Daí ele me perguntou também  sobre a minha direção, com qual frequência eu dirigia e etc. Tudo eu ía respondendo e também fiz umas perguntas no meio da conversa. Daí ele se despediu e terminamos o Skype que também foi bem curtinho. Acho que eles gostam de falar pouco mesmo hahaha! 
  O único problema do Skype foi que a internet estava meio ruim e cortando muito a ligação e o host dad não conseguia entender as frases, pois elas ficavam cortadas.  Daí depois eu mandei um email pedindo desculpas pela conexão ruim e que logo eu estaria de volta em casa e que poderíamos nos comunicar melhor via Skype.

   Depois disso eu fiquei ponderando sobre todas as qualidades e coisas não tão boas que eu teria que relevar sobre eles, e aí no dia 14 de janeiro de 2018 eu recebi um email deles me dispensando dizendo que essa foi uma escolha muito difícil, mas que eles estavam falando comigo e com mais outra menina e que ela tinha mais tempo e experiência dirigindo e que por isso decidiram fechar com ela. Disseram que eu tinha qualidades que eles apreciavam muito maaass que entre as duas opções eles optaram pela menina que dirigia a mais tempo e que se não fosse por isso eu seria um ótimo match pra eles.
   Daí eu respondi que eu entendo a situação, e desejando um bom match pra eles. Também mandei email pra atual au pair dizendo que não precisávamos marcar Skype já que eles tinham me dispensado, ela respondeu me desejando boa sorte. 
   Enfim, essas coisas acontecem, eu gostei deles, mas haviam coisas que eu teria que relevar como talvez não ter um carro disponível pra ir pras aulas, ter um quarto num lugar que barulhento da casa, ter dois cachorros em casa e talvez ter que cuidar deles mesmo sem obrigação, e o schedule deles pra quem é au pair acaba sendo mais trabalhoso, pois quanto menores as crianças menos tempo elas passam na escola e mais tempo você tem que passar com elas em casa, e o salário é sempre o mesmo independente de quantas horas você trabalha (é claro que tem uma regra máxima pra quantidade de horas que você pode trabalhar na semana, que é 45 horas). São coisas pequenas mas que no dia a dia podem fazer a diferença e que podemos relevar se for uma boa host Family. 
   Maaas não fiquei tão triste, pois a host mom daquela família (Os Kupperman) que eu amei (que também é de NY) disse pra eu não fechar com ninguém sem antes falar com ela! E então depois que essa Family me dispensou eu fiquei esperando ansiosamente essa host mom entrar em contato comigo de novo para fazermos outro Skype!
   E sobre essa host Family que eu amei, vou falar sobre o final dessa história no próximo post! Acompanhem!
    Beijinhos! :D

segunda-feira, 19 de março de 2018

4ª Host Family no perfil - Outra família fantasma

   Oi gente, tudo bem?
   Como essa vida de Au Pair é uma montanha russa de sensações e cada dia a gente fica  mais ansiosa pra chegarmos lá nos EUA, eu vim contar pra vocês mais um capítulo dessa saga. Meus posts aqui estão atrasadinhos, mas aos poucos irei escrevendo tudo sobre meu processo de Au Pair. Então vamos ao capítulo da 4ª família no meu perfil!  Hahaha!
USA - here I go / EUA - aqui vou eu
  No dia 5 de janeiro de 2018, exatamente um dia depois que eu conversei com a família do Texas que tem 7 filhos hehehe, apareceu mais uma host Family lá no meu perfil do site da Cultural Care. Era a família Shreders que mora na cidade de Jacksonnville na Flórida!
    Sobre essa família eu não lembro tudo exatamente, pois eles passaram muito depressa e eu não salvei o perfil deles no notebook, mas pelo que eu lembro eram dois meninos  de 4 e 6 anos. O schedule era bem bom, tinha final de semana off (de folga), e quando as crianças estavam na escola também. Poderia usar o carro pra ir para as aulas e etc. Lembro que a coisa que mais atrapalharia, mas nem tanto, era o quarto da au pair ser perto do quarto das crianças, o que pode ser ruim quando você quer descansar.
   Lembro que me pareceu ser uma boa família e que eu poderia cogitar como uma boa escolha para o match. O único lado realmente ruim é que na Flórida existem muitos latinos e brasileiros, portanto lá se fala muito espanhol e as vezes português. Sempre escuto recomendações de que fazer intercâmbio lá para melhorar o inglês não é muito bom por esse motivo. Mas apesar disso eu adoro clima de praia e um calorzinho hehehe. Então eu super iria gostar de morar lá na Flórida, pertinho de Miami e da Disney em Orlando. Mas sempre a minha prioridade em escolher é uma família de um estado mais ao norte, como New York, por exemplo hehehe. Lá terei que aprender inglês na marra! :o
   Enfim achei essa família super fofinha, maaaaasss no outro dia eles tinham saído do perfil e eu nem consegui entrar em contato com eles. :(
   Eu sempre falo que o que é pra ser nosso vai chegar um dia da melhor forma, no melhor lugar, na melhor hora e com as melhores pessoas. E por isso não fiquei tão preocupada com essa família, afinal eu tinha muito tempo pra fechar com uma família ainda e lembram que a host mom de NY havia pedido pra eu esperar? Pois é... Na vida nós temos prioridades e sempre precisamos fazer as melhores escolhas possíveis.
Onde fica Jacksonville, cidade desta host Family.

   Uma das minhas prioridades é escolher a melhor host Family que aparecer, e eu nunca quis pegar a primeira host Family que aparecesse assim na louca, pois eu acredito que seja bom analisar muito bem antes, afinal estarei indo morar na casa de estranhos. E da mesma forma que eu analiso a família, a família também me analisa.    Todas as famílias que apareceram e eu não fechei match foi porque haviam motivos que me deixavam insegura com relação à eles. E não é questão de frescura não. Acredito que passar um ano fora na casa de quem você não conhece, trabalhando pra eles, falando uma nova língua é bastante pra se lidar! E para evitar qualquer futuro problema com essa família tenho que analisar tudo muito bem.
   Afinal de contas eu estou me preparando e 'pagando' pra fazer um ano de intercâmbio e não pra passar por problemas absurdos e ter uma experiência horrível. Já que eu tenho tempo de escolher com calma posso muito bem esperar a próxima host Family. ;)
   Claro que nunca podemos prever o que vai acontecer lá, mas tenho fé e analiso muito bem todos os lados pra prevenir qualquer coisa ruim durante o meu intercâmbio.
   E pra compensar a onda de famílias não tão boas no meu perfil, tirando essa que apareceu hoje e que achei bem fofinha, no próximo post vou contar sobre a família do quase match! hahaha! :D
    Beijinhos!